"O amor, o conhecimento e o trabalho, são fontes de nossas vidas. Deveriam também governá-los". - Wilhelm Reich







domingo, 1 de dezembro de 2013

1 de Dezembro de 2013 - mais um ano sem nada de novo para contar!


"O meu prazer
Agora é risco de vida
Meu sex and drugs
Não tem nenhum rock 'n' roll"
(Cazuza - Ideologia)
1 de Dezembro de 2013 - Dia mundial de Combate a AIDS.
As pessoas estão se conscientizando??Não. Não existe uma conscientização quando se tem propagandas alertando sobre o uso de preservativo passando SOMENTE no carnaval (alias, tenho que patentear as coisas que falo e escrevo, nesse artigo embaixo a médica falou exatamente o que sempre falei),Não existe e não vai existir um trabalho focado e uma boa injeção de informações sobre o assunto. Muitas escolas ainda proíbem a educação sexual em seu quadro de matérias, as famílias estão cada vez mais sem tempo de ensinar, a mídia tem cada vez menos espaço para coisas importantes...Eu pergunto: Onde as pessoas terão consciência e informações para estarem aprendendo a se cuidar e prevenir sobre um mal? Propaganda custa caro, impressão de livros, panfletos explicativos custa caro, anunciar que camisinhas são distribuídas em postos de saúde e hospitais públicos (coisa que a maioria não sabe disso) deve ser preguiçoso falar sobre, passar informação para as pessoas aprenderem a viver mais não é interesse do governo, na verdade, não é interesse de ninguém!!!
É mais saudável saber que semana que vem terá show das poderosas do que pegar um livro para ler, pesquisar, cuidar do corpo e da vida. 
O Virus cresce pq é alimentado e fortificado pela ignorância.

http://saude.ig.com.br/minhasaude/2013-12-01/numero-de-mortes-por-aids-diminui-mas-o-de-infectados-por-hiv-aumenta.html

terça-feira, 26 de novembro de 2013

O Desabafar da promoção de um trabalho

Preciso desabafar!!!
Estou há 2 dias trabalhando dentro de mim e fazendo um discurso metodológico e histórico sobre a Sexualidade humana, onde após ter assistido a série Masters of Sex tenho reencontrado outras hipóteses e mudanças em exercícios que aplico teoricamente para meus pacientes. Esqueçam Freud, não compreender a sexologia e a fisiologia é pior do que falar um monte de asneiras sem nunca ter experimentado. Esqueçam Shere Hite. Deduções todos nós temos, mas precisamos escutar, estudar, analisar, discutir...Me sinto fazendo Expo Facto novamente, quando eu era apenas uma estudante de Psicologia e tb uma estudante em período de pós graduação. Me senti invadida de um sentimento de responsabilidade em transmitir um assusto que ainda é tão conturbado e sim, ainda desconhecido e reprimido entre as pessoas por questões psicológicas e físicas graças às ordens sociais, familiares e religiosas. O ser humano precisa se descobrir, precisa respeitar o outro, precisa se desprender e ser ilimitado...embora, muitas vezes não somos racionais, mas neste quesito devemos ser para o nosso bem e de outros a nossa volta. A responsabilidade e a capacidade de aprender a ensinar a sexualidade depende de onde podemos levar nossa liberdade, depende somente de nós desamarramos a mordaça e a venda...Sexo é sério, não somente quando adoecemos, mas para a formação de um mundo. Estudar sobre sexo não te faz ser um pervertido, uma prostituta, mas sim, alguém que deseja melhorar a mente e o corpo daqueles que procuram a sexologia para auxiliar. Quando se tem um problema em que fica cada dia mais difícil de alcançar o sucesso, procure um profissional, não é vergonhoso, saiba que vc está dando seu primeiro maior passo para ter uma vida novamente feliz.

terça-feira, 12 de novembro de 2013

PROMOÇÃO ATÉ O FIM DO ANO!!!!




PROMOÇÃO PARA QUEM QUER ESTAR BEM PARA O ANO QUE VEM!!

Atendimento psicoterápico para Crianças, adolescentes Adultos, Idosos e Casais.

A Primeira consulta sai ao valor de R$150,00

E as próximas sessões ao invés de vc pagar R$100,00 cada, você só irá pagar R$85,00

AO TOTAL DE R$ 340,00 NO FINAL DO MÊS!!

HORÁRIOS DISPONÍVEIS SOMENTE NAS SEXTAS-FEIRAS:
13H, 15H, 16H, 18H E 21H

CONTATOS PARA MARCAÇÃO: (21) 98867-6669
                                                          LILIAN.PSYS@GMAIL.COM

AVISAR SOBRE A PROMOÇÃO VISTA NO BLOG!!!

BJS,
LILIAN ALDEIA.


segunda-feira, 21 de outubro de 2013

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

...E Cinderela volta às Origens!!!



Durante muitos anos, na imaginação das crianças foi implantada a idéia de que princesas possuem um reino para governar ao lado de seu amado, possui súditos, cozinheiro, empregadas, copeiras, amas para cuidar de seus filhos, um guarda roupa completo, rico e sempre novo, sem contar que está sempre limpa, penteada, coberta de jóias etc.
Hoje, passeando no Shopping me deparei com um aspirador de pó para crianças das princesas.
Na mesma hora pensei: Ué? Agora as princesas lavam, passam, cozinham, tiram o pó???
Fiquei pensando em tudo aquilo que as estórias infantis contam sobre os felizes para sempre que eu sempre achei de deveria ter um final mais realista, até porque muitas meninas em nossos país não terão essa oportunidade.
Felizes para sempre é: Engravidar, limpar a casa, cuidar do marido, trabalhar, levar criança ao colégio, cozinhar, cuidar de outra pessoa quando adoecer, pagar contas, lavar roupa e segurar ao máximo seu rico dinheirinho para poder fazer algo no final de semana.
As estórias infantis foram criadas para acalmar as crianças quando não podiam ir para a escola por doenças ou dias fortes de chuva ou algum outro motivo, como já mencionei em um texto meu por aqui, as mães pegavam as fofocas da rua e colocavam para dentro de casa numa visão que elas gostariam de ter e passavam para as crianças. As mães não contavam o final e deixavam o "felizes para sempre" como um verdadeiro sonho. Um sonho que a medida que a menina, principalmente, vai crescendo começa a perceber que a realidade é outra.
Princesas não ganham um "não", mas meninas sim!
Princesas tem sempre tudo bonito e perfeito, meninas tem algo quando seus pais tem condições.
Todos os homens do reino caem de amores pelas princesas, as meninas tomam bullyng, são excluídas de brincadeiras e nem todo mundo elogia.
O que pode acarretar essas estórias na cabeça das crianças e como esses utensílios domésticos criados pelas industrias de brinquedos podem trazer de explicação que, agora nos tempos de hoje uma princesa tem que limpar seu quarto, lavar louça etc.
Não sou a favor das estórias infantis de princesas, não sou a favor nem da Barbie (Tudo que vc quer ser - era sua chamada na TV) nada relacionado a esses mundos.
Vc cria situações, sonhos que não podem ser na grande parte das vezes concretizados. Isso futuramente causa questionamentos psicológicos e baixa autoestima.
Princesas, hoje em dia perderam sua realeza, a grana está curta para manter os empregados, então, é criada uma linhas enorme de utensílios modernos para facilitar a vida delas e que tenham sua marca registrada em cores e designer.
Me fez lembrar tb um trabalho interessantíssimo da fotógrafa Dina Goldstein que mostrou de maneira esplendida e realista do "felizes para sempre nas fotos intituladas: My Fallen Princesses.
http://www.fallenprincesses.com/

Bem, podemos tirar muitas conclusões dessas fotos...Só depende da sua imaginação e do como vc vai compreender para mostrar para seus filhos que "Felizes para Sempre" só em contos de "fadas"...


domingo, 6 de outubro de 2013

MINHA MATERIA DO JORNAL O FLUMINENSE SOBRE O ORGASMO

Neste domingo, dia 6 de outubro de 2013, saiu minha matéria sobre o Orgasmo na Revista do Jornal o Fluminense, na região de Niterói - Rj.

O Site está correto, mas infelizmente a Revista que está circulando nas bancas meu sobrenome está errado. Ao invés de Aldeia, o repórter achou que sou parente dele e colocou Almeida. Uma grande pena pois perdi um divulgação do meu trabalho na mídia por uma falta de revisão dos responsáveis.

Mas deixo aqui o link do site que está correto. Espero que gostem!
http://www.ofluminense.com.br/editorias/revista/orgasmo-femininochegando-la

Obrigada,
Bjs,
LILIAN ALDEIA

http://www.ofluminense.com.br/editorias/revista/orgasmo-femininochegando-la

terça-feira, 27 de agosto de 2013

FELIZ DIA DO PSICÓLOGO!!

Sou Gestaltista.
Sou Psicanalista.
Sou Humanista.
Sou Analítico.
Sou Cognitivo Comportamental.
Sou Analista Transacional.
Sou Corporal.
Sou Existencial.
Sou Musicoterapeuta.
Sou Arteterapeuta.
Sou Abordagem Centrada na Pessoa.
Sou PNL.
Sou Psicodrama.
Não importa sua linha, seu seguimento...Importa sua capacidade, seu empenho, sua importância, seu acalento, sua atenção, seu "quebra-cuca", "dar nó", aconselhamento, definição, promoção de saúde e bem estar, a auto estima que vc traz de volta, o auxílio, a solução, o sorriso, as lágrimas...Durante 5 anos somos iguais. Após isso, cada um com seu cada qual aumentando o conhecimento e se aperfeiçoando naquilo que o encantou, eterno estudantes de um profissão que é um fascínio. Somos todos iguais...Somos todos Psicólogos!
Feliz dia do Psicólogos a todos os meus amigos e mestres!!!!
Bjs
Lilian Aldeia

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Orgasmo

Orgasmo...Palavra de grande significado e dor de cabeça maior ainda para muitos homens e mulheres que não compreendem o por quê de não conseguirem atingir esse mínimo de carga/descarga bioenergética. A falta de orgasmo é muito mais psicológica do que orgânica, casos como a anorgasmia (ausência de orgasmo dividida em primaria e secundária), vaginismo (fechamento do canal vaginal) e dispareunia (dor na relação). Tratamentos existem e muitas pessoas se sentem desconfortáveis em procurar ajuda pois, falar de algo assim é vergonhoso, intimidador, doloroso e acaba doendo ainda mais por não se permitir. Procurar ajuda não é sinal de impotência por não conseguir resolver o problema, é sinal de coragem e força de vontade.
O orgasmo, sua ausência geralmente são questões sociais, familiares e culturais, todas repressoras. Sem contar a couraça caracteriológica que a própria pessoa desenvolve.
Procurando ajuda profissional, atendendo a pedidos caso a necessidade de fazer exercícios, aprendendo a trabalhar seu ego, suas tensões e melhorando sua ligação com o parceiro, sem contar com o aumento da auto estima, tb o fato de se desprender desta busca e se permitir ao ato, essa terminação nervosa, esse choque quase que imperceptível poderá acontecer....Permita-se, sinta-se bem consigo e com o mundo a sua volta! É assim que o orgasmo começa...

quarta-feira, 13 de março de 2013

O que está acontecendo com as Mulheres??



Esta foi a pergunta que fiz hoje passeando no shopping com meu esposo quando me deparei com um livro na vitrina que se entitulava: “ Diário de Uma Submissa”, não vi nem quem era a autora (claro que é autora!). Comecei a discutir sobre a evolução sócio-bio-psiquico-sexo-cultural do que está acontecendo no atual universo feminino e o que constatei não foi nada legal de ver.


Primeiramente, vamos analisar as conquistas femininas durantes séculos, anos e anos de história geral. Isso irá clarear e fazer com que as idéias se sintam divididas.

Só por alto temos direito a educação (1927), direito a ter ensino superior (1879), direito ao voto (1932), direito a ser uma esportista (anos 40), remuneração igual ao homem (1951) – mas parece que isso ainda não funcionou – Pílula Anticonpepcional (1960), Estatuto da mulher casada (1962) que garantia a mulher não precisar da aprovação do marido para sua vida social e trabalhista, criação de centro de auto defesa e atendimento psicológicos em grupos (1980), A primeira delegacia da Mulher é criada (1985), Criação dos Direitos da Mulher (1987), Cotas de 20% das mulheres dentro do Congresso Nacional (1996), Sancionada a Lei Maria da Penha (2006)...E por ai vai.

O que citei acima é apenas um resumo, muito bem resumido das conquistas femininas durantes anos, isso sem contar a liberdade musical e literária e, também, se não menos importante, a liberdade sexual que foi trabalhada para ser construida após séculos de repressão, abuso, exploração e despersonificação do EU feminino.

Inquisição: mais de 600,000 mulheres assassinadas, queimadas pela igreja que alegava o ato de bruxaria feito por estas. O melhor disso são os métodos que os inquisidores utilizavam para identificar tais criaturas e fantasiavam seus atos crueis (leia-se parteiras, curandeiras, viuvas etc). A inquisição acabou sabem como??Simplismente acusaram a esposa do governador da Espanha de bruxa, automaticamente após isso acabou o inferno.

Prostituição: Uma das profissões mais antigas do mundo nunca foi vista com bons olhos pela sociedade, mas ela bem que usava muito bem seus serviços. Depois de muitos anos hj a prostituição ganhou carteira assinada e um contrato de lei no ministério do trabalho do Brasil.

Mas antes disso, julgar a mulher pelos seus atos era muito fácil, não somente as prostitutas, mas a mulheres “facéis”, autênticas e independentes do homem, estas por sua vez pagaram um bom preço pela liberdade, mas ajudaram muitas mulheres a enchergar o mundo em que viviam com outros olhos, ai é que começa a revolução sexual, onde a mulher reprimida, de boa casta, sujeita a dar prazer ao marido e cuidar do lar e da prole, sem ao menos poder exercer algum direito em vóz e corpo ativo.

Na década de 40 foram criados livrinhos de bolso entitulados “Romances Cor-de-Rosa” (Os famosos Julia, Bianca, Sabrina etc vendidos até hj em bancas de jornal), a idéia desses livros era romantizar o relacionamento, criar um mundo fantasioso para a mulher de um homem lindo, rico, inteligente, interessante e completamente louco de amores por ela. É uma literatura bastante fantasiosa, haja a vista que os homens não foram criados de uma maneira romântica, vivemos em uma sociedade machista que se diz matriarcal, mas esse estado é ainda hoje postado como os homens é que mandam nos negócios, na casa, nas finanças, no prover etc.

Anos se passaram e em 2012 uma autora chamada E.L.James, criou uma trilogia chamada “50 Tons de Cinza”, a idéia era de colocar pimenta no relacionamento entre homem e mulher e esquecer a idéia dos romances cor-de-rosa. Sim, mas a idéia não foge muito a regra dos livros dos anos 40, pois o homen é lindo, rico, sedutor, só colocou mais dois elementos na personalidade: Intocável e dominador, o que não é muito diferente dos padrões masculinos ainda vividos hoje.

As mulheres piraram e o livro vende feito água em época de seca. Observei o estilo de mulher que procurou hoje esse tipo de leitura, infelizmente vi que são mlheres na faixa de 26 a 47 anos, algumas solteiras outras casadas, mas cansadas de sua relação, mulheres que buscam uma libido que outrora desapareceu com o tempo, mulheres mal cuidadas fisicamente, a estatura financeira varia (vai da crobradora de ônibus até uma médica renomada).

O que está acontecendo com as mulheres? Tive de ler esse livro para compreender por que o alvoroço que está acontecendo e percebi que esse livro é uma farsa, me desculpem quem está subindo nas paredes com Christian Grey, mas é isso que as mulheres querem? Continuar sendo submissas a uma relação!?

Submissão virou moda, chicotes e bracedeiras viveram utencílios de prazer? Desde que o mundo é mundo o fetiche está ai e seus apetrechos sempre foram símbolo de perverssão, medo, prazer, insegurança, “doença” (até porque fetiche só é classificado como doença a partir do momento em que vc não consegue se livrar dele e este por sua vez atrapalha sua vida social).

Não estou criticando que lê o livro e muito menos a autora, mas que este por sua vez veio com uma idéia de mostrar a mulher que ela tem de ser e continuar submissa ao homem porque é gostoso, legal e prazeiroso é coisa quem nem a idade média fazia.

Concluido: Fizemos tanto para conseguir nosso lugar ao sol dentro das questões sociais, familiares, trabalhistas, biológicas e políticas. Traçamos metas na histórias e conseguimos tanta coisa dentro de um longo espaço de tempo, para que um dia uma autora vem e escreve que o maior prazer da mulher é ser submissa ao homem e da maneira que ele desejar.

Pense bem nisso! É isso que as mulheres querem???



domingo, 20 de janeiro de 2013

Pedido de Desculpas

Queridos Leitores e Amigos,

Andei sumida daqui pq estou com problemas terríveis no meu computador, fora a carga no consultório, trabalhos e questões familiares.
Peço desculpas pela falta de artigos no blog, mas como meu computador está sem Word há 3 meses e não estou conseguindo fazer nada, tudo está limitado, está complicado colocar algo aqui para vcs.

Mas em breve esterei de volta.

Mil beijos, fique bem...
Lilian